Praia Para Todos – Compartilhando Sonhos, Conquistas e Vitórias

Amigos, nesse pequeno texto tentaremos expressar a mensagem de solidariedade que o projeto Praia Para Todos trouxe ao nosso grupo na visita da Rede E-Solidário realizada sábado, dia 22 de janeiro de 2011.

Criado pela instituição Novo Ser o projeto Praia Para Todos possibilita a portadores de qualquer tipo de deficiência o acesso à praia e a atividades que foram adaptadas para os diferentes tipos de restrição física, até o momento mais de 1.800 pessoas já foram beneficiadas. O projeto fica no posto 3 da Barra da Tijuca (em frente a Praça do Ó) e funciona todos sábados de dezembro a maio, exceto feriados. Em 2011 as atividades serão realizadas sem interrupção até maio.

Esperamos poder expressar no texto a emoção que comoveu a todos que estiveram juntos com a Rede E-Solidário na visita a esse lindo exemplo de SOLIDARIEDADE.

Era um sábado de sol. E que sol… mar tranqüilo de verão, água na temperatura perfeita e ali estávamos nós na praia da Barra da Tijuca, Posto 3, em frente à Praça do Ó. Chegando no calçadão podíamos ver o projeto de longe, uma esteira azul permitia a portadores de deficiência chegar até a areia tranquilamente. Aquela esteira representa muito para o projeto e para os participantes – é constituída de material importado de primeira linha e foi criada especialmente para servir de acesso à praia.
Vista do Calçadão
Vista da Areia
Foi muito interessante e talvez não por coincidência que quando estávamos chegando à praia um cadeirante nos pediu ajuda para retirá-lo do carro e levá-lo até o calçadão. Também não por acaso desci com ele até a esteira, compartilhando a sensação, o momento da chegada, e pude sentir que ao descer naquela esteira o portador de deficiência parece entrar em novo espaço. Para os iniciantes deve ser uma emoção sem igual, amigos esperando lá em baixo, a possibilidade de um mergulho no mar, um local onde encontrará pessoas que conseguem compreender suas dificuldades e angústias. Com certeza aquela esteira tem muitas histórias e todas elas repletas de sentimentos positivos e alegria.
 

A esteira



 

Descendo a esteira



No dia da nossa visita pudemos acompanhar uma participante que ia pela primeira vez tomar um banho de mar. Os amigos nos informaram que ela estava no inicio da esteira e falava com a mãe que ela ia conseguir, que naquele dia ela iria tomar um banho de mar…. Incrível… D+…



Ela tomou banho de mar pela primeira vez, percebe-se pelo sorriso.
A mãe está logo atrás acompanhando o primeiro banho da filha.



No final da esteira estão as barracas principais do projeto, onde ficam os voluntários, responsáveis e profissionais. O material que a constitui permite que nossos amigos cheguem sem problema até o meio da praia, onde ficam esperando para iniciar as atividades .. :)



Barraca principal do projeto
Para participar do projeto Praia Para Todos é necessário preencher um cadastro com informações pessoais, necessárias para acompanhamento e montagem de estatísticas. Essa atividade inicial identifica a preocupação e o comprometimento da instituição, que não deseja somente levar portadores de deficiência para passear – o projeto tenta auxiliar portadores de deficiências a crescer e também busca diferentes formas de apoiá-los em conquistas interiores e exteriores.

Para se ter uma idéia da transformação que o projeto propicia aos que são atendidos, Ricardo nos contou que muitos chegam ali na primeira visita introspectivos, contraídos, tímidos. Os que continuam a participar do projeto começam a fazer amizades, chegam sem camisa, ficam mais comunicativos, sorridentes e ansiosos para entrar no mar.
Banho de Balde
Primeiro dia no surf adaptado
Pela felicidade vai tomar balho de mar

 

O projeto é uma verdadeira terapia ocupacional na praia para portadores de deficiência. O alcance que as atividades e a integração social atingem levariam meses, anos ou talvez uma vida inteira em um consultório.
Mas o projeto também integra os pais, que participam das atividades e socializam-se com outros pais, compartilhando dificuldades, angustias, vitórias e sonhos, ajudando-se mutuamente. Tivemos a felicidade de compartilhar lágrimas de alegria daqueles que entravam no mar e dos seus pais que estavam também ali, ao seu lado ou na areia, observando, participando… Isso não tem preço!
:)
Mamãe presente com o filho durante todo o evento

As atividades que são realizadas na praia atualmente são:

  • Handbike – uma bicicleta fica a disposição na ciclovia para passeio.

 

  • Banho de Mar Assistido – é a atividade mais concorrida, onde três ou mais pessoas (sempre acompanhadas por um profissional ou voluntário especializado) levam o cadeirante até a água em uma cadeira adaptada com rodas que flutuam. Quando chegam na água alguns saem da cadeira e bóiam com os voluntários, é uma imagem muito bonita.
As cadeiras flutuam e tem rodas que andam na areia, possibilitando o deslocamento e flutuação.



A cadeira é levada pela areia
Entra na água normalmente e flutua
Que Felicidade!!

 

Caros amigos solidários, é impossível descrever a alegria que eles demonstram ao entrar na água do mar, vale a pena se deslocar em um sábado para ver aquelas pessoas entrarem na água, principalmente os que vem pela primeira vez. É um sorriso que contagia, uma explosão de alegria, faz você esquecer de qualquer problema ou tristeza.

Os voluntários e profissinoais retiraram da cadeira
aqueles que desejam tomar um banho de mar completo
Quanta Alegria!!

No dia da visita o mar estava bem tranqüilo e muitos ficavam sentados nos bancos de areia com voluntários.. SHOW!!…

Entrando na água
Curtindo o mar

 

  • Piscina –  Voluntários e profissionais se revezavam em uma pequena piscina colocada na sombra. Essa atividade é geralmente freqüentada por crianças com comprometimento de mobilidade sério.
 

A piscina fica na sombra e é alegria dos pequenos.



Quanto carinho!!!

 

  • Peteca Adaptada – jogo de peteca sentado com ou sem rede,. Essa atividade não ocorreu no dia da visita, por esse motivo não temos fotos.

 

  • Vôlei Adaptado –  Vôlei sentado com rede, eles adoram e vários amigos solidários que foram conosco na visita participaram.
 



 



Surf Adaptado – É super concorrido, um surfista vai na parte de trás da prancha. Pedro Águia Muller estava lá conosco junto com alunos da sua escola de surf.

Pedro Muller entrando na água com um participante
Preparando para onda (reparem na formação logo atrás)
O instrutor fica na parte de trás da prancha
Depois é só curtir
 

A prancha tem uma alça para não se soltar



 

Irado!!! :)



 

Uhhhh!!!!



Alunos da Escola de Surf Pedro Muller
junto com um participante

 

  • Frescobol Adaptado – A bolinha de frescobol fica envolvida em uma rede e ligada a um peso com uma linha para que o jogador puxe a bolinha quando ela cair na areia. SHOW!
Com a adaptação do frescobol o cadeirante pode recuperar a bola sem ter que levantar. Eles adoram!!
  • Futebol de Areia – Futebol adaptado para portadores de deficiência físicas ou visual. Não ocorreu no dia da nossa visita

Além das atividades esportivas existe uma grande integração social entre os participantes, as barracas ficam cheias de cadeirantes e alguns ficam ali conversando, se conhecendo, trocando experiências, se conhecendo, compartilhando vitórias e derrotas, próximos a pessoas que vivenciam as mesmas dificuldades e lutas no dia-a-dia e com isso acabam se fortalecendo. Tudo isso em frente a praia, com a brisa do mar e aquela energia maravilhosa que envolve a todos.

Nas barracas eles fazem a maior festa, é contagiante a alegria. Nena, seu filho Ricardo e Fábio fazem a festa. Abraços, brincadeiras, descontração, todo esse clima torna muito fácil a ambientação dos novos participantes e faz com que todos queiram voltar e ainda divulgar esse lindo trabalho de solidariedade.



Na barraca os amigos se reencontram



O projeto acaba por funcionar como um ponto de encontro, pois eles sabem que sempre terá alguém para uma boa conversa ou para fazer uma atividade na praia. Sem dúvida alguma muitos que ali estão quase que semanalmente acabariam por raramente ir a praia se aquele grupo de amigos solidários não se empenhasse na manutenção do projeto Praia para Todos.



Nada como uma boa conversa de frente para o mar…



Antes de contar a história do projeto gostaria de destacar a atenção especial que foi dada ao nosso grupo pelos responsáveis do projeto Praia Para Todos. Foi excepcional. Nena, uma das fundadoras do projeto, é uma verdadeira mãe para os novos participantes, voluntários e profissionais.

A história do projeto começa quando Ricardo, filho da Nena, sofre um acidente e fica tetraplégico. Nesse momento inicia-se a luta contra as dificuldades da deficiência física, pois nosso amigo tinha muitas atividades: era surfista, skatista e estudava. Com o apoio da família Ricardo consegue vencer dificuldades, manter o estudo e conquistar cava vez mais vitórias.



Ricardo e Fábio fazem parte da equipe responsável pelo Praia Para Todos



As amizades que se formaram nessa nova fase da história do nosso amigo permitiram que ele entrasse em contato com vários portadores de deficiência e suas famílias. Nessas interações ele compartilhava sua história, suas conquistas, suas vitórias e começou a perceber que as pessoas se beneficiavam do seu estímulo e que havia outros deficientes que poderiam ser auxiliados. Ele compreendeu que muitos precisavam de ajuda e que ele poderia ajudar. Foi nesse momento que a semente do Instituto Novo Ser foi lançada.

O Instituto Novo Ser em sua primeira fase de trabalho buscava auxiliar portadores de deficiência e suas famílias, compartilhando informações e auxiliando terapeuticamente a adaptação do portador de deficiência e sua família, ajudando também no trabalho de recuperação da auto-estima, informando e educando para a execução de atividades profissionais, estudo ou esportivas.

O trabalho deu muito certo, gerou belos frutos e as atividades se expandiram. A instituição atua hoje em diversas frentes de auxílio a portadores de deficiência, entre elas:

  • Pesca Adaptada – Grupos de Pesca para portadores de deficiência
  • Curso e Divulgação da Ferramenta Motrix – O MOTRIX é um software que permite que pessoas com deficiências motoras graves, especialmente tetraplegia e distrofia muscular, possam ter acesso a microcomputadores, permitindo assim, em especial com a intermediação da Internet, um acesso amplo à escrita, leitura e comunicação. O acionamento do sistema é feito através de comandos que são falados num microfone.
  • Alocação Profissional – O instituto tem um cadastro de currículos e tenta alocá-los em empresas conveniadas.
  • Passeata Superação – passeata anual para conscientização das necessidades dos portadores de deficiência. Conta com o apoio de pessoas famosas e reune milhares de pessoas todos os anos.

Depois de falar sobre a história do Instituto Novo Ser vamos voltar para a praia… :) … o projeto Praia Para Todos é tão fantástico que quase todas as pessoas que participaram da visita conosco literalmente vestiram a camisa e trabalharam. Cristiano ajudou a carregar as cadeiras adaptadas até a água, os amigos do surf ficaram na água junto com Pedro Muller com o surf adaptado, Gustavo jogou vôlei e eu participei do frescobol adaptado, foi show!! Muitos preencheram a ficha de voluntariado e voltarão para ajudar o projeto porque depois de carregar essas pessoas para a água, ou participar de alguma atividade com elas, o seu dia se transforma. Foram momentos realmente muito especiais.
Fábio, Pedro Muller e amigos do E-Solidário

O Instituto Novo Ser precisa muito de ajuda para expandir suas atividades, um patrocinador permitiria ao grupo alugar uma casa e trabalhar de forma mais direta com os portadores de deficiência, possibilitando a assessoria jurídica, terapêutica e profissional. Além dessas necessidades, eles também precisam de apoio para manter o projeto na praia.

A Rede E-Solidário arrecadou doações com seus amigos e participantes e levou para o Praia Para Todos as seguintes doações:
Doações entregues pela Rede E-Solidário no dia da visita
  • Netbook HP com 2GB de memória, Windows 7 e 250GB de HD. O computador permitirá ao grupo realizar o cadastro de participantes na praia sem precisar de fichas e evitando o retrabalho.
  • Caixa Térmica 57lt e Recipiente Térmico 12lt. Caixa térmica para armazenamento de bebidas e alimentos e recipiente térmico para líquidos. Os voluntários ficam no sol escaldante das 08 até 14 hs, e com o recipiente e a caixa térmica eles poderão armazenar mais líquidos. Atualmente é utilizado um isopor emprestado.
  • Bola de Futebol de Areia.
  • 2 telefones sem fio com ramal, com entrada para fone de ouvido, que possibilita ao usuário manter as mãos livres durante o uso – muito útil para portadores de deficiência.
  • Quadro Branco Magnetizado 1,20 x 0,90 – O quadro será utilizado para cursos e reuniões realizados na sede da instituição.
  • 3 Pranchas de Surf doadas pela Escola de Surf do Pedro Muller.





Aqueles que desejam ser voluntários podem ir até a praia e preencher um formulário. Mas antes de trabalhar é necessário participar de uma palestra de instrução. Depois, é só passar muito protetor, beber bastante água, vestir a camiseta e se preparar para 5 horas de trabalho gratificante ao sol. Mas fiquem tranqüilos que o sol e o cansaço nem é sentido, tamanha é a emoção que contagia a todos que trabalham no projeto.


Vontade, coragem e idéias não faltam ao Instituto Novo Ser. Somente os recursos financeiros que são escassos. Você quer ajudar e não sabe como? Procure o Instituto Novo Ser e ajude na construção de uma vida melhor para portadores de deficiência.



Nena, uma verdadeira mãe para os participantes e voluntários está
ao centro da foto, entre Fábio e Ricardo

O filme da nossa visita está disponível no Youtube no endereço: http://www.youtube.com/watch?v=KYv3EU6HXWw . Créditos aos querimos amigos Flávio (filmador) e Flávio (edição do vídeo).

A Rede E-Solidário agradece a participação de nossa querida amiga e coloborada Tania Sanches, fotógrafa profissional que contribuiu com fotos maravilhosas do evento. Para entrar em contato com ela acesse http://www.taniasanches.com/
Também agradecemos a participação do amigo Pedro Águia Muller e seus alunos. Para conhecer a escola de surf acesse http://www.escolapedromuller.com.br/
Nosso abraço carinhoso aos amigos solidários que visitaram conosco o projeto Praia Para Todos e também a todos aqueles que ajudaram na arrecadação das doações que serão muito úteis a instituição.

 

Vida Longa ao Praia Para Todos.

Muito sucesso ao Instituto Novo Ser,

Um abraço solidário,

Rede E-Solidário

http://www.e-solidario.com.br/

 

Comentários ($)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jefferson Maia 27 de janeiro/ 2011

PARABÉNS PELA POSTAGEM E-SOLIDÁRIO.
SIMPLESMENTE COMPLETA NO ASPECTO DESCRITIVO E REPLETA DE EMOÇÃO.
MUITÍSSIMO OBRIGADO PELO APOIO.
TAMUJUNTOOO
ABÇ P GERAL

Eduardo Camara 27 de janeiro/ 2011

Gusavo, o post ficou animal! O melhor que já vi sobre o projeto. Parabéns por ele e por essa força incrível que vc dá para quem precisa. Abração!

Felipe 27 de janeiro/ 2011

Gustavo, uma pena que não pude comparecer à visita. Contudo, seu relato contribuiu para que eu pudesse sentir um pouco da emoção e da alegria proporcionada por um trabalho tão importante e generoso!!!
Parabéns por mais essa iniciativa e vida longa ao Projeto Praia para Todos e à Rede E-Solidário!!!
Abs,
Felipe

Nena Gonzalez 27 de janeiro/ 2011

Gustavo,
Ficou lindo demais!!! Você conseguiu transmitir todo o conteúdo com muito sentimento e olha que já estou acostumada com tanta emoção que rola no projeto.
Agradecemos a você, ao Pedro e a todos do E-Solidário pelo apoio, mas, principalmente, pelo carinho.
E, preparem-se, porque é só o começo, tem muita coisa ainda pra acontecer nesse projeto!!!
Bjs e até sábado.

sergina 27 de janeiro/ 2011

Foi uma das matérias sobre o Projeto mais completa que já vi….fiquei orgulhosa demais!!!
Sou entusiasta do Praia para Todos e na luta para trazê-lo para Natal…..que virá em breve!
Parabéns a todos!

Alexandre Reis 27 de janeiro/ 2011

Quão grande está o poder de penetração deste projeto na sociedade.Quantas pessoas!DEus os abençoe.

Ricardo Gonzalez 28 de janeiro/ 2011

Gustavo, Karina, Pedro Muller e amigos da E-Solidário,
Nunca é demais agradecer por tão sincero apoio e pelo lindo relato!
Parabéns ao trabalho de vocês, tão sério, importante e inovador. Vida longa a essa Rede Social do Bem!

márcia 31 de janeiro/ 2011

Maravilhoso! No que puder ajudar, conte comigo. Estarei sempre presente. Meu livro é mais uma força na batalha da acessibilidade. Juntos venceremos!


E-Solidário